segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Swimming!



ano de 2002. tinha eu 8 anos quando disse à minha mãe: "quero ir para a natação nadar com os outros meninos.". nesse mesmo dia vou para a varanda da piscina, assitir a uma aula. um olhar completamente cego na água, nos mergulhos, naquele movimento todo. no dia seguinte era eu que estava naquele meio tão fascinante! nadava, nadava, nadava! tinha pouco mais que 1,20m. mas nem o facto de não ter pé na parte mais pequena me assustava! os anos passaram e eu não faltava a um dia de piscina.
até que se formou o CNA, clube natação de alijó, onde as coisas começaram a tornar-se mais sérias. aprendi a nadar mariposa. olhava para os mais velhos, observava-os debaixo de água e aperfeiçoava a minha técnica e pensava "um dia vou ser como eles!". chegava ao fim de semana e era um rodopio. a família toda atrás para ir gritar pela piriri. chaves, vila real, s.joão da pesqueira, bragança, ... percorremos a região por uma causa: a natação! nadava 25m costas e ganhava à minha maior rival que era meio metro maior que eu (ainda continua a ser -.-). 
com o passar dos anos, o nadar, o deslizar na água, a competição, o sentir, os sprints, o cronómetro, o "aos seus lugares, pronto, piiii", o cheiro do cloro, os banhos de meia hora, as dores nos braços, o cabelo molhado, a fome que sentia quando chegava a casa e o espirrar no inverno tornaram-se um vício incontrolável para mim. todos os dias: casa-escola, escola-piscina, piscina-casa. mas eu não me importava! a minha vida era esta.
digo bem, era. porque como tudo, isto acabou. hoje arrependo-me profundamente por ter desistido de nadar. sinto que se tivesse continuado, hoje era uma atleta de alta competição. porque ainda hoje nado de vez em quando e a técnica continua, a velocidade também. a resistência é que não. mas mesmo assim, tenho o orgulho em dizer que o ano passado, fui vice-campeã nacional de 4x50m livres e campeã regional de 4x50m livres. eu e mais as minhas meninas. que campeãs! :)
todo este rodopio pode ter acabado. mas o que se aprende nunca se esquece. e o prazer de nadar até à exaustão, a ambição de que consigo melhor, todas as dores musculares, os desmaios, permanece dentro de mim e sempre permanecerá até ao fim da minha vida.
porque natação é desporto. e desporto é vida!

4 comentários:

Rob disse...

eu primeiro adorava natação(certamente não tanto como tu, mas adorava) mas agora, que já fico estafado com 25 metros, já não acho muita piada...
como recordo com saudade as tardes passadas no rio durante o Verão onde não parava um segundo e vinha para casa cheio de energia.....
fg, lá vão os anos e cada vez fico mais guloso e redondinho....
oh natação, como te fui perdendo....

InêsBolacha disse...

lol, redondinho mas fofinho! :)
rob, se queres nadar, faz-te a vida! deixa o pc por um minutinho! :b

Rob disse...

pois, e vou nadar para o meu tanque de 30cm de fundura e uns 50cm de comprimento...
sem dúvida...
xD

InêsBolacha disse...

LOOOL
não, mas vens para a piscina ou ai pro rio! xD