sábado, 1 de janeiro de 2011

Natal

bem, eu sei que já estamos em 2011, mas tenho que actualizar este blog, começando pelo meu natal. 
conseguiu ser melhor que o do ano passado, mas pior que todos os outros anos. para mim natal é como outro dia qualquer, onde se come polvo, bacalhau e se está com a família. por acaso no dia 24 comi bife e arroz, porque detesto peixe cozido! continuando. natal para mim é para as crianças. não há prenda que mude o que sinto. espírito natalício? há muito que já foi perdido. doces de natal? fritas, sonhos e rabanadas? não me dizem nada. mesmo nada! aliás, como tudo, pois quando falta alguém essencial na nossa vida, tudo deixa de fazer sentido. se juntarmos a família em maio ou agosto ou seja quando for, se comermos polvo e bacalhau e  passarmos um bom momento juntos, já é natal. natal é apenas o nascimento de cristo. mas pra mim nunca foi isso. simplesmente porque sou católica, não praticante, e há coisas na vida (mais nesta terra) e no mundo inteiro que façam com que perca um pouco o "respeito" e devoção pela igreja. 
enfim. mudam-se os tempos, mudam-se as vontades e, natal, não é mais que um dia como outro qualquer, no qual as pessoas decidem gastar dinheiro e fazer muita comida (que acaba por ir pro lixo) só porque é dia 25 de dezembro.


p.s.: a única coisa que ainda gosto do natal é das múscias natalícias, uma vez que é das únicas coisas que me faz voltar aos natais da minha infância.

Sem comentários: