sábado, 12 de fevereiro de 2011

just stay above the clouds


«sinto-me com uma liberdade infinita para nadar nas águas límpidas dos oceanos. Nadar até dar a volta ao mundo e, por fim, poder voar nas asas do vento até atingir as nuvens, que vão servir de toalha para me poder deitar ao sol e bronzear a minha pele com uma cor inimaginável, como se estivesse num mundo perfeito, onde reina a paz e a tranquilidade e não se conhece a palavra guerra. Os homens são brancos, com barbas enormes e têm sorrisos invejáveis. Vestem-se tipo marinheiros, com roupas às riscas azuis e brancas. Não conheço ninguém. Sinto-me só. Mas o facto de poder voar até ao infinito, supera toda esta solidão!
De repente ouço uma voz de fundo... É a minha mãe a gritar comigo a dizer que são 8h da manhã e tenho apenas 15min. para ir pra escola!»

Inês Gomes, 10º A, nº 10

4 comentários:

Catarina disse...

eu lembro-me deste texto, foi para que?

inêsbolacha disse...

português. quando ela nos mostrou umas imagens e nós tivemos de exprimir o que sentimos quando as vimos através da escrita.

Rob disse...

ah, tbm me lembro..
lol
está fixe, KD

Mariana disse...

altamente mesmo mesmo :)