quarta-feira, 6 de abril de 2011

faça-se justiça!


acabei de chegar a casa. mais uma tentativa falhada na procura do rebolo. mas não muito. a minha esperança renasce a cada miar que ouço. domingo, ontem, hoje... vindo do mesmo sítio! sempre há aqueles(a) agoirentos que insistem em dizer que é outro gato e que se fosse ele que vinha ter connosco. pois bem. eu cá não tiro o sentido de que é o meu rebolo que está algures por ali escondido.
mas tu vais cair na minha ratoeira gato, custe o que custar. então o que eu já fiz para que ele volte:
  • deixo a porta do prédio todas as noites aberta;
  • já procurei por ele, dia e noite, com o pratinho dele com comida e com o saco da comida, fazendo barulho para que ele o reconheça;
  • deixei rastos da comida dele por onde passei até que parei à porta do prédio, onde deixei um montinho de comida;
  • saltei um portão duma propriedade privada, à noite, apenas com a luz duma lanterna made in china com o "dono" da dita propriedade a viver na casa da frente; 
  • tenho a caixa da areia à porta de casa;
  • todo o bairro já sabe que o meu gato está desaparecido e quando podem, cooperam sempre;
  • amanhã vem a trupe toda ajudar na procura do gatinho mais lindo do mundo!
se isto não são razões suficientes para merecer que ele volte, então digam-me que mais eu posso fazer! porque todas as sugestões são bem-vindas e irão ser todas levadas bastante a sério!
se algo de superior existe a cima de nós, que faça justiça e traga-me o meu gatinho de volta de uma vez por todas! se não há, que se f*da! não vou desistir, NUNCA.


Sem comentários: