segunda-feira, 4 de julho de 2011

dificuldade ≠ injustiça


cada vez que o tempo passa, mais me apercebo o quão injusta é a vida. hoje fiz esta reflexão, devido à morte de um rapaz de 19 anos aqui bem perto de mim. eu não o conhecia, mas mesmo assim fiquei bastante tocada. não imagino a dor daqueles amigos e familiares. às vezes ponho-me a pensar se algum amigo meu morresse ou algum familiar muito próximo... como seria? e automaticamente fico com as lágrimas nos olhos, só de pensar! sim, são pensamentos que não se devem ter, mas penso que já aconteceu a toda a gente.

eu sou uma pessoa bastante positiva e raramente penso na morte. aliás, não tenho medo de morrer. mas, de facto, é uma coisa bastante difícil com que todos temos que aprender a lidar. então quando "toca" a pessoas inocentes... por mais irresponsabilidade que uma pessoa tenha tido (na estrada, neste caso), foi um erro. e errar é humano! e a "paga" desse erro foi a pior possível e ninguém merece. é isto que me faz desacreditar cada vez mais a existência de Deus. não desejo a morte a ninguém... ou talvez sim... pedófilos! se há coisa que me enoja e me tira do sério é a pedofilia! estes sim, deviam ter uma morte bem dura... mas não! muitos deles até da cadeia se safam!

a vida é difícil, e, se não o fosse, não tinha piada. mas não precisa de ser injusta pra ser difícil! 
sei que não sou ninguém pra dar conselhos, mas aproveitem a vida ao máximo... pois amanhã pode ser o dia e se assim for, o que levam da vida se não a tiverem aproveitado? façam as maiores loucuras enquanto é tempo e vivam a vida com intensidade! sejam vocês mesmo, sinceros, verdadeiros. sorriam pra vida! lutem por aquilo que acreditem e nunca, nunca desistam dos sonhos!

CARPE DIEM, tenho dito.

Sem comentários: