domingo, 11 de setembro de 2011

Best dream ever!


A porrada na festa de São Mamede, a ida ao Chatroulette e termos falado com 2 afegãos, o documentário do WTC, os marroquinos das barracas da festa de Alijó, a procissão da festa de Carlão e a passagem ontem à noite pelo Tabu (bar), resultou no melhor sonho que tive até hoje.
Basicamente fomos todos raptados pelos marroquinos das barracas, mas que no sonho supostamente eram os homens do barril de cerveja e da pistola da festa de São Mamede. O rapto deu-se na cantina da escola de Alijó, onde ocorreu um incêndio enorme e instaurou-se um clima de drama e terror (como no WTC) e, durante a confusão, conseguimos escapar porque, a certa altura, o sonho passou a ser em Carlão onde, naquele momento acontecia a procissão e como estava muita gente, conseguimos passar despercebidos. O sonho acabou onde começou, ou seja, em Alijó, em frente ao Tabu, com o meu pai a aparecer. E acabou porque eu acordei.
Mas lembro-me no momento a seguir ter voltado a dormir e ter feito um esforço enorme para continuar o sonho, uma vez que estava a ser hilariante!

Agora percebo:

«O sonho, para Freud, é composto de desejos inconscientes não realizados, que se realizam através dele. São como restos diurnos, ou seja, aquilo que nós vimos ou vivenciamos recentemente e que pode não ter 
sido apreendido pelo consciente e sim pelo nosso inconsciente.»


By the way, não percebi o porquê de, no sonho, a certa altura estar lá connosco a Professora Preciosa lá da escola, uma vez que nunca me deu aulas, nunca falei com ela e já não a vejo desde que as aulas acabaram!

4 comentários:

Sofia Moreira disse...

não tens de agradecer querida :)

cláu. disse...

adoro o blog*

Rita Super-Mulher disse...

LOL Mas que sonho hilariante xD

Leonor disse...

Sim, claro isso também é verdade. Parte de mim quer voltar a viver aquele momento, a outra parte quer esquecer a toda a força. O amor é "fdd" ;)