domingo, 9 de outubro de 2011

O mundo dos pequeninos (e dos grandes que pensam que são pequeninos)

Provavelmente depois deste post, muitos de vós vão achar que eu sou uma insensível do pior.
Ora bem, já há algum tempo que estava para escrever sobre isto, mas só agora é que reúno todas as condições favoráveis para o fazer.
Cada vez que vou visitar um recém-nascido (considerando recém-nascido todos os bebés que não fazem mais nada para além de comer, dormir e chorar), simplesmente lhe faço uma festinha no início, aperto-lhe as bochechas fofinhas, admiro-o durante uns minutos (talvez a tentar tirar parecenças ou a reparar nos pormenores) e não lhe passo mais cartão. E porquê? Porque eles ainda não metem piada nenhuma! Passam a vida a dormir ou a comer e, quando estão acordados, ou estão a chorar ou simplesmente estão só acordados. Ao contrário de mim, regra geral, toda a gente que me acompanha passa o tempo todo de roda do menino, fazendo de tudo para o acordar (quando está a dormir), para chamar a sua atenção ou para o fazer rir... Pois bem... A estas pessoas digo que o bebé não se ri do que nós dizemos nem reage quando chamamos o nome dele, ainda para mais se é o primeiro contacto que temos com ele. Quando o faz, são apenas coincidências, movimentos e expressões do pequeno ser.
Em relação à linguagem, é coisa que me faz urticária! Os "arrummm", o cantarolar do lalalalalala, o "pega a peta" em vez de "pega a chupeta", as caras estranhas na tentativa de conquistar o bebé (mas acho que o acabam por assustar ainda mais) e coisas que tais. Coisas que evito e que nunca dou por mim a fazê-lo!
Agora se me falarem em bebés que falam, que andam, que fazem asneiras, que saltam, que correm, que, basicamente, se comportam como um ser humano, então falam decididamente na minha praia! Adoro crianças e de brincar com elas, de fazer jogos com elas, de correr, de conversar e, principalmente de as chatear e de me meter com elas. Então se for uma criança desinibida, espevitada e sempre com a resposta na ponta da língua, não há coisa que me dê mais prazer! Gosto de as observar, se as conhecer melhor e tento ao máximo aproveitar o tempo passado com elas e, mais do que isso, tento voltar ao mundo delas (de que tenho imensas saudades!)! Aqui sim, sou capaz de fazer as figuras ridículas que muita gente faz aquando do contacto com um recém-nascido... Mas sei que pelo menos as minhas figuras servem para chamar a atenção de uma criança! Melhor do que isso, servem para lhes roubar um valente sorriso e uma contagiante gargalhada! E isso vale mais que qualquer figura que possa fazer!

15 comentários:

L.O.L. disse...

E não é que tens razão???? :))))

Filipe disse...

A mim as crianças mão me dizem praticamente nada, posso simpatizar com elas e brincar, mas depois farto-me logo.
Esta opinião, tenho a certeza que vai ser bem diferente quando for pai, vou fazer aquelas figuras ridículas em recém nascidos, em crianças e adolescente não, só para não envergonhar!

Rita Martino disse...

Mas que bem dito! Subscrevo tudo o que escreveste! :)

Filipe disse...

Mas façam pimba com outras letras, a malta agradecia!
Mas acho que não me vou preocupar assim tanto, porque sei o que vivi na minha adolescência. Olha, se o meu filho apanhou a puta uma vez e fumou ganza, não me importo, logo que não o repita xD

C. disse...

Espero bem que sim! Ty ;)

Filipe disse...

Mas há músicas pimba sem ser com duplo sentido.
Claro que não, se for preciso até fumo umas brocas com ele!

Filipe disse...

Mas já mete nojo CARALHOO! xD
Então é verdade, mais uns finos à mistura, e tá a andar!

Filipe disse...

Olha a convencida que já vai ser madrinha, mas não vais sabes porquê? Um ateu não baptiza um filho ahahah

vai acontecer contigo e com todos na ramboia xD

Filipe disse...

A gnu iria achar o meu poema ridículo aposto

Filipe disse...

Claro, esse cargo já está para ti desde sampre cod xD

cristiana. disse...

TENS RAZÃO! concordo plenamente contigo ahah
quando fui conhecer o meu afilhado (ainda recém-nascido), não lhe liguei nenhuma, agora é que sim, já brinco com ele mas ainda não sou muito bem sucedida xD

Filipe disse...

Mas eu vou ter muitos filhos, por isso dá para toda a gente :)

Filipe disse...

Caraças, só caibradas ahahah

cristiana. disse...

é, tenho de esperar mais um bocadinho ahah

Filipe disse...

Ainda nem tinha visto o coment que gostavas do design. Thank you little cod :)