quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Pela primeira vez ao fim de 7 meses consigo andar com o meu telemóvel no bolso.

E passo a explicar porquê. 
Há 7 meses atrás o meu telemóvel decidiu avariar e eu, para avisar os meus conects pus no Facebook o sucedido. Passados 5min após a publicação, o padrinho da irmã foi lá comentar a oferecer um telemóvel dele, praticamente novo. Um HTC Pro qualquer coisa. Bem, este:


Como é óbvio fiquei histérica com o telemóvel, porque de facto aparenta ser uma máquina. E é. Mas ideal para um empresário, como o padrinho da irmã. Além do telemóvel ser um calhamaço de 5kg, tem montes de programas que não uso, é lento, está em inglês e eu não me ajeito com o touch. Chegado o aniversário, e fartos de me ouvir reclamar com o meu telemóvel, os melhores amigos do mundo decidiram calar-me oferecer-me um telemóvel super fofinho que eu já namorava há algum tempo:


Agora chamem-me o que quiserem e achem-me uma otária por eu preferir um telemóvel que à partida é banal a um maquinão daqueles! Simplesmente não ligo a telemóveis, e prefiro um simples e levezinho do que o último protótipo da Samsung ou da Apple. E, neste caso, as razões em querer mudar de telemóvel eram muitas. Por isso, um obrigada a quem contribui para este presente! :)

Sem comentários: