terça-feira, 12 de junho de 2012

Intrigas

Img_4130_e589afe69cac_large

Hoje, enquanto estudava Matemática, tocaram-me à porta. Como eu não gosto muito de abrir a porta quando estou sozinha, fui a passo de bebé para não fazer barulho pois, caso fosse um vendedor ou alguém a quem não quisesse abrir a porta por alguma razão, tinha a certeza que a pessoa do lado de fora não se apercebia de que estava alguém em casa. 
Chego eu à porta e já só vejo pelo buraquinho da porta uma mulher a descer as escadas. Mulher essa que depois conheço quando venho à janela e que não percebo mesmo o que é que ela queria daqui. Não tenho qualquer relação com ela. Conheço de vista, bom dia e boa tarde e nada mais.
Agora estou desde que ela cá veio a perguntar-me "Mas o que é que ela queria?". E assim vou ficar até os meus pais chegarem a casa e tentarem descobrir o que é que tal mulher queria daqui. Ou talvez fique assim para sempre, pois eles provavelmente vão ficar intrigados tanto ou mais que eu.

Sem comentários: