quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Novo acordo ortográfico

Muita gente criticou, muita gente critica, até eu mesma apontei o dedo. Mas já acabei por perceber o porquê da mudança e hoje apoio o novo acordo. Sim, tem algumas lacunas, e discordo com algumas coisas, mas do ponto de viste geral, é algo muito positivo.
Assim sendo, ultimamente tenho tentado escrever com o novo acordo. Não no computador, mas na escrita à mão. E não é difícil! Basta lembrar-me de o usar numa palavra que as outras vão todas a seguir. As palavras com dois c's seguidos (acção, correcção, ...) são as que mais me esqueço de escrever sob o novo acordo. Agora as que têm consoantes mudas (óptimo, actualidade, directo...), são raras as vezes em que me esqueço de as não escrever.
Vou então, a partir de agora, começar também a escrever no blogue sob o novo acordo. E vocês façam o mesmo, porque um dia ele vai ser o acordo único e a fase de transição vai acabar. E aí não têm hipótese se não ceder das vossas ideias contra e ado(p)tá-lo.

4 comentários:

Roger disse...

Primeira vez aqui e vou já discordar da dona do blog, shame on me :P

Para quem ainda estuda e tem que aplicar diariamente o acordo ortográfico (nem falo dos miúdos da primária que estão a aprender assim, esses nunca vão conhecer a outra forma), pronto, tudo bem. Para quem trabalha em profissões em que tem aplicar correctamente o acordo (os jornalistas, por exemplo), tudo bem, a profissão assim o exige.

Eu, pessoalmente, recuso-me a aderir :$ Os meus argumentos podem parecer cliché, mas não deixam de ser a minha verdade: foi assim que aprendi a escrever; não sou brasileiro e não tenho que escrever como tal; não assassino a minha língua; acho que esta ideia foi de uma idiotice pegada :$

Por fim... Vou passar a seguir o blog ;)

Inês disse...

Eu também pensava assim. Foi assim que aprendi a escrever e não vou mudar. No entanto, a nossa língua já evoluiu ao longo da história, e acho bem evoluir agora também, não é nenhuma língua morta. Como antigamente não fazia sentido escrever-se "pharmácia", também não faz sentido agora escrever-se "baptismo". Mas como disse, também discordo nalgumas coisas, e uma delas é precisamente isso, mudar para o português brasileiro. Nisso, não concordo. E obrigada por seguires :)

Filipe disse...

Eu acho que só vou mudar quando for mesmo obrigatório xD

Anónimo disse...

Eu concordo completamente com o novo acordo!! Não é por tirar algumas letras e tirar ou acrescentar uns hifens que o português vai ficar mais abrasileirado... Ou já se sentiram alguma vez no Brasil desde o novo acordo? Continuamos a falar igual! E é um alivio deixar escrever sem as letras "mudas"! Escreve-se como se fala e tá a andar!!
bp